Página Inicial Opinião Team Ingebrigtsen Episódio 1 – Reflexão
Team Ingebrigtsen Episódio 1 - Reflexão

Team Ingebrigtsen Episódio 1 – Reflexão

Ingebrigtsen. Um dos sobrenomes mais falados do atletismo nos últimos tempos. Um apelido de família tantas vezes mencionado, apesar de difícil de soletrar, quase sempre antecipado pelos nomes: Henrik, Filip or Jakob.

Muitos de vocês já devem ter ouvido falar nestes três irmãos, cujo protagonismo tem vindo a crescer de dia para dia. Os Campeonatos Europeus de Atletismo, disputados em Berlim no verão passado, a par dos Europeus de Corta-Mato, realizados em Tilburg no último mês, terão sido os maiores palcos, num passado recente, onde esta família fez das suas.

Ora, se por esse mundo fora só agora se começa a falar mais em Ingebrigsten, a verdade é que na Noruega eles já se encontram num plano de destaque há algum tempo. A maior prova disso é o documentário que arrancou em 2016, intitulado “Team Ingebrigsten”, que acompanha o dia a dia, não apenas destes três irmãos, mas de toda a família Ingebrigsten.

O primeiro episódio da trama, que deu origem a este artigo, deixa logo perceber que esta é uma família completamente fora do normal. Sem mais demoras, vamos saber mais sobre os Ingebrigsten.

 

Sobre a família Ingebrigsten

Gjert e Tone Ingebrigsten (ainda bem que existe o copy-paste para este nome …) são pais de 7 (sete!) filhos, cuja diferença entre o mais novo e o mais velho deverá andar entre os 25 e os 30 anos. Fica difícil precisar, uma vez que grande parte da informação disponível está apenas em norueguês, mas será por aí. Talvez o episódio 2 esclareça ..

Apesar da diferença significativa de idades, mesmo entre alguns “irmãos do meio”, quase todos eles partilham um grande espírito competitivo, como o episódio piloto deixa bem claro. Ora, se já não é muito normal ver três irmãos a disputar uma mesma prova de atletismo na alta competição, tudo fica ainda mais anormal quando constatamos que eles são “produtos totalmente biológicos”Homemade! O treinador é o próprio pai, cujo curso que possui é resultante de muito estudo, investigação e de experiências no terreno. Atentemos então em Gjert Ingebrigsten, personagem em maior evidência na estreia desta série televisiva.

 

Gjert Ingebrigsten enquanto treinador

Fiquei rendido a este homem logo na estreia. Espero que não me venha a desiludir. Apenas que algum dos seus grandes atletas me inspire e surpreenda ainda mais. Sim, trata-se mesmo de inspiração. Quando ouvi Gjert a falar sobre o treino, tornou-se impossível não fazer uma comparação com a minha situação atual no atletismo. Destaco apenas algumas das suas palavras (sujeitas a tradução), até para não estragar a série a ninguém que a deseje ver.

 

Não tenho a educação e as competências técnicas para dizer se aquilo que fazemos é melhor do que o que os outros fazem. É mais no sentido de que quando o fazes, descobres se funciona ou não.

Gjert Ingebrigsten

 

É isto! Alguém dizia (peço desculpa, mas já não me lembro quem):

 

Nenhuma fonte de conhecimento é mais poderosa que o teu próprio histórico de tentativas e de falhanços. Conhecimento não é poder, apenas potencial!

 

Eu identifico-me totalmente com isto. Apenas não vivo eternamente para fazer todo o tipo de experiências. Bem, o Gjert também não, mas tem 7 filhos para testar. Mas sobre isso falarei mais à frente.

Em termos de treino, creio que esta seja a grande mensagem a absorver deste episódio 1. Não há nada como passarmos pelas experiências! Faz-me lembrar quando (estupidamente!) dizemos compreender os sentimentos de alguém em relação a uma vivência que nunca bateu à nossa porta. Podemos dizer que os entendemos, mas estaremos a mentir. Assim como algumas palavras de treinadores e amigos só fazem “luz” na nossa cabeça quando passamos por determinadas situações.

Posto isto, identifico grande importância e sabedoria nestas palavras de Gjert Ingebrigsten, resultante de toda a experiência que acumulou ao longo dos tempos.

 

Gjert Ingebrigsten no papel de pai

Juntamente com o cargo de treinador, Gjert tem de assumir o seu papel de pai. Uma tarefa nada fácil, como qualquer espectador poderá testemunhar. Se desempenhar o papel de pai por vezes já não será nada fácil, então o que dizer quando tiver que aliar isso às suas ambições competitivas, que não se resumem a um filho, mas a uma vasta armada?

Reparem que não se trata apenas de garantir que os filhos sigam à risca o plano de treino e todas as restantes componentes que possam interferir com o seu rendimento desportivo. Eu cá lembrei-me de outra coisa. O que acontecerá se um filho tiver mais sucesso que o outro e os dois forem igualmente competitivos? Poderá um apontar o dedo ao pai/treinador por ter treinado o irmão melhor do que ele? Por lhe ter dado mais atenção em algum momento? Neste dilema, talvez a solução passe por Gjert incutir nos seus filhos que o seu sucesso só dependerá do seu trabalho, da sua entrega, e da sua crença nas suas capacidades. Uma mera opinião. Não sou pai, não percebo nada disto …

 

Ingebrigsten: família ou fábrica de atletas de alta competição?

Há pouco falei que Gjert Ingebrigsten tinha 7 filhos para fazer experiências e acumular conhecimentos com vista a aperfeiçoar metodologias e aumentar a probabilidade de sucesso dos seus herdeiros na alta competição. Um número considerável que nos faz encarar esta família quase como uma fábrica de produção em série de grandes atletas. A verdade é que não é bem assim, naquele que considero o segundo ponto alto deste primeiro capítulo.

Martin Ingebrigsten. Este é o filho em evidência no episódio por, ao contrário de Henrik, Filip ou Jakob, ter escolhido uma vida fora do alto rendimento desportivo. Há que lhe dar valor. Afinal de contas, numa família orientada para a elite do atletismo, Martin teve a coragem de seguir um outro caminho, como destaca a própria avó.

Vamos lá ver. Nem todos têm a força para tomar uma decisão destas, deixando-se arrastar por aquilo que é a corrente familiar, mesmo que contrariados. Note-se que ainda não foi dado a conhecer o que pensam os pais de Martin sobre isto, nem como lidaram com a situação.

Porém, ainda sobre Martin, não nos podemos esquecer que esta decisão tem algumas consequências relevantes para a sua vida familiar. Nomeadamente, o estar fora do contexto em muitas das conversas entre Ingebrigstens, para lá de atividades em família do seu interesse que possam ser substituídas por outras em benefício da maioria. Não será fácil!

 

Apontamentos finais

Terminada a minha reflexão sobre o episódio 1 da série “Team Ingebrigsten”, quero deixar duas notas finais importantes.

A primeira é uma nota de agradecimento ao meu amigo Alexandre Azevedo por me ter falado e recomendado esta série. Obrigado!

A segunda diz respeito a esta rubrica (“Team Ingebrigsten“), que hoje nasce no Vida de Maratonista, cuja duração não está estipulada, tendo em conta a dificuldade de acesso a esta série norueguesa e a informações adjacentes que possam ser relevantes para explicações e afirmações a serem feitas neste espaço. Por outras palavras, caso tenham gostado desta abertura, não criem quaisquer tipo de expectativas para o futuro. Limitem-se a desfrutar e a opinar, caso seja vossa vontade 🙂

 

Créditos Imagem do Artigo: PlayPilot

 

Artigos que também deverás gostar

4 comentários

Hélder Pires 21 Janeiro, 2019 - 22:31

Quanto a idade deles sei que o Jakob tem 18 e há pelo menos um mais novo…

Reply
Renato Sousa 22 Janeiro, 2019 - 9:08

Sim, o Henrik tem 27, o Filip tem 25 e o Jakob tem 18. Mas existe um que será o mais velho de todos, e o Martin que fala o artigo estará entre o Filip e o Jakob. Os restantes serão todos mais novos que o Jakob. Acho que o próximo episódio (pelo preview) esclarecerá melhor este assunto.

Reply
Bruno Araújo-Gomes 22 Janeiro, 2019 - 16:31

Olá,
Onde se pode ver a série?
Obrigado

Reply
Renato Sousa 22 Janeiro, 2019 - 18:11

Olá Bruno,
se procurares no youtube por algo como “Team Ingebrigtsen – Episode 1 (Eng Sub)” deverás encontrar o vídeo que me serviu como fonte para este artigo, caso ele ainda esteja disponível 🙂

Reply

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.